Página Inicial
Acervo Iconográfico III
Heráldica e Vexilologia

LIVRO
Padre Sarmento de Benevides: poder e política nos sertões de Mombaça (1853-1867)
APOIO CULTURAL
LS Combustíveis
Centro Comercial Pedro Tomé
Premium Hotel
MEMBRO
ASBRAP - Associação Brasileira de Pesquisadores de História e Genealogia
ACE - Associação Cearense dos Escritores
ANPUH - Associação Nacional de História
CRA-Ce - Conselho Regional de Administração do Ceará
Clique para ouvir o depoimento de Fernando Cruz à rádio Assembléia FM 96,7 sobre a história político-administrativa de Mombaça, em 16/03/2009.

Voltar para a página anterior

Untitled Document

ARTIGOS

OS ALENCAR NA POLÍTICA MOMBACENSE: ALENCAR FREITAS E ALENCAR BENEVIDES

 


Pedro Jaime de Alencar Araripe (1838-1913), professor, capitão da Guarda Nacional, deputado provincial do Ceará (1882-1883) e intendente municipal de Maria Pereira (1912).

A família Alencar, oriunda do vizinho município de Quixeramobim, se fixou em Maria Pereira, atual Mombaça, na segunda metade do século XIX, com a chegada dos irmãos e professores públicos da instrução primária Filomena de Alencar Araripe e Pedro Jaime de Alencar Araripe, filhos de Pedro Jaime de Alencar Araripe (o mais jovem revolucionário brasileiro ao lutar na Confederação do Equador com apenas 15 anos de idade) e Isabel Sabino da Silva, netos paternos de Tristão Gonçalves de Alencar Araripe (presidente da Confederação do Equador no Ceará).

Ambos participaram ativamente da vida sociopolítica mombacense e deixaram descendentes em Mombaça: Filomena de Alencar Araripe casou-se com Francisco Pedro de Freitas Guimarães, passando a adotar o nome Filomena de Alencar Freitas; Pedro Jaime de Alencar Araripe (foi deputado provincial do Ceará no biênio 1882-1883 e intendente municipal de Maria Pereira em 1912) casou-se com Ana Benevides de Alencar Araripe. Daí surgiram os ramos Alencar Freitas e Alencar Benevides.

Os ramos Alencar Freitas e Alencar Benevides legaram vereadores e prefeitos à política mombacense. Do ramo Alencar Benevides, descendentes do professor e ex-intendente municipal (antiga denominação de prefeito municipal) Pedro Jaime de Alencar Araripe, foram prefeitos municipais de Mombaça, seu filho, Manuel Jaime de Alencar Benevides (1924-1928) e seus netos, José Sidrião de Alencar Benevides, cujo nome de origem foi alterado para José Jaime Benevides (1951-1955, 1963-1967 e 1971-1973) e Elcias Vieira Alencar Benevides (1955-1959).

Do ramo Alencar Freitas, descendente da professora Filomena de Alencar Araripe (depois Alencar Freitas), foi prefeito municipal de Mombaça José Wilame Barreto Alencar, amigo de infância e contemporâneo do Leo Clube de Mombaça – Centro e do Centro Educacional Cenecista Castro Alves, onde cursamos os ensinos fundamental e médio no período de 1980 a 1986.

José Wilame Barreto Alencar, filho de Antônio Martins de Alencar e Júlia Barreto de Alencar, um carteiro e uma dona de casa, foi vereador da Câmara Municipal de Mombaça nas legislaturas 1997-2000/2001-2004 e prefeito municipal de Mombaça nos quadriênios 2005-2008/2009-2012, pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB).

A sua eleição em 2004 foi um marco na história política mombacense ao derrotar o candidato Roberto Benevides de Castro, filho do líder político e ex-prefeito municipal de Mombaça, por três mandatos, José Valdomiro Távora de Castro, com uma margem de 2.681 votos, um recorde estabelecido até hoje nas eleições municipais mombacenses. As suas gestões estabeleceram um hiato entre dois ciclos do poder político mombacense: um que se findou em 2004 e outro que se iniciou em 2013.

(Publicado no jornal O Estado, Fortaleza-Ce, Edição nº 24.053, 18/05/2021).




© Copyright 2005-2021 Maria Pereira Web - Todos os direitos reservados.
David Elias - (85) 99954-0008